Kit Turbo – Aprecie com moderação

Lobini H1

Com seu 1.8 Turbo 20V de 180 cv, o Golf GTI é rápido. Imagine o mesmo motor num carro 330 kg mais leve que o hatch da Volkswagen tracionando as rodas traseiras. Essa é a receita – bem apimentada – do Lobini H1.

Além de retoques visuais, como nos faróis e na tampa de combustível, o cupê esportivo ganhou novo kit aerodinâmico e caixa de direção mais linear. Por R$ 170.000, o esportivo feito artesanalmente (no máximo duas unidades por mês) em Cotia, na Grande São Paulo, acelera de 0 a 100 km/h em menos de 6 segundos, de acordo com a fábrica. Já o Golf cumpre a mesma tarefa em ‘longos’ 7,5 segundos.

Essa diferença de performance mostra bem o poder de aceleração do H1. Seja qual for a marcha engatada, é fácil de se sentir a força do propulsor. Em especial a partir dos 1.950 giros, quando se atinge o torque máximo, de 24 mkgf, e a turbina já está em ação.

A sensação de velocidade é aumentada pelo ruído do motor central traseiro, pouco atrás da cabeça. A posição baixa de dirigir, típica de superesportivos, também colabora. O banco concha é praticamente pregado no assoalho e os pés ficam quase na mesma altura do quadril. O volante é regulável em altura e profundidade e os instrumentos acompanham a coluna. Estranho é o acelerador, bem mais longe do motorista que o pedal do freio, dificultando o trabalho dos pés.

A cabine, para dois ocupantes, é apertada. O maior problema é o vão para as pernas, muito pequeno por causa das caixas de roda que invadem o interior. O passageiro é quem sofre mais, pois o extintor deixa ainda menos espaço.

Para completar a falta de conforto, a dureza da suspensão é amplificada pelo perfil 45 dos pneus 205 na frente e 225 atrás, montados em rodas de 17 polegadas.

Mas é essa firmeza que faz o carro contornar curvas sem inclinar a carroceria. Só que não é fácil andar rápido com o Lobini. Sem freios ABS ou controle de tração, o H1 é arisco como um carro de corrida. Para a traseira sair, qualquer provocação basta. Hidráulica, a direção continua ultradireta. Bom em curvas, mas quase perigoso acima de 100 km/h.

Ar-condicionado, trio elétrico, toca-CD da Alpine e a capota removível, que faz o carro virar targa, estão entre os itens de série. Alguns dos opcionais são faróis de xenônio, sensor de estacionamento e navegador GPS.

Mais informações sobre Carros tunados acesse:

www.kitfarolxenon.com.br

Tags: , , , , , , ,

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: